Já é natal!

A vida, às vezes, nos faz tolher os sonhos. Em algum momento, que não conseguimos identificar assim que ocorre, as nossas aspirações nos parecem tolas e inalcançáveis.

O desenrolar do cotidiano, as atribuições, que sempre são cada vez maiores, e a vida acontecendo nos atropelam sem rodeios ou cerimônia. E vamos levando os desencantos, tentando recompor a alegria, quando ela já escapou e tentando acompanhar um amor fugaz.

A morte é o acontecimento mais devastador dessa vida. A perda irreparável muda tudo dentro da gente. Eu soube disso quando meu pai morreu; e experimentei a profundidade dessa dor dilacerante quando o meu irmão se foi sem dizer adeus. Como dizia Mário Quintana, ‟morrer, que me importa? (…) o diabo é deixar de viver”. Recuperar-se dessa perda não é tão fácil como dizem uns poucos, nem impossível como a dor te faz crer.

E, então, a vida continua acontecendo e se desenrolando. O tempo passa. Eu cresci, me casei e, vejam só, tive um filho! Com ele renasci no mais amplo e profundo sentido. Sou criança outra vez! Descubro as cores, os animais, os números… cantarolo músicas infantis e redescubro mesmo muita graça na vida…e que vida! É muito louca essa coisa toda. A gente continua com as mesmas cicatrizes, mas esse amor que nos invade é capaz de curar ou amenizar as mais profundas feridas e nos fazer ver além, ver esperança.

Eu sempre tentei buscar dentro de mim uma força visceral, um tutano de mulher guerreira que sacode a poeira e vai à luta sem hesitar. Minha mãe é essa mulher e eu quero ser como ela. Quando meu filho nasceu eu me descobri  muito forte. Meu corpo aguenta mais do que minha mente supunha. Minha mente é capaz de se resignar e também de se reinventar. Minhas emoções têm novo elixir e minha fé aumenta cada vez mais!

É natal, já é natal! O primeiro natal do meu pequeno, do meu menino luz! E porque Jesus nasce outra vez, porque eu nasci para uma nova vida, porque vejo esse serzinho das minhas entranhas crescer e sorrir a todo instante, eu sou só esperança com o que virá! Quem venha, eu enfrento, pois já aprendi a remar nas correntezas que a vida nos faz navegar. Aprendi também que a vida sempre se renova e recomeça outra vez.

 

juliana moreira.JPGJuliana Moreira é brasiliense de certidão e coração, casada, mãe de um menino, com formação e atuação profissional em direito, mas amante da literatura.Extrovertida e sorridente. Adora conhecer pessoas, viajar, comer bem e desfrutar a vida na companhia de sua família e de seus amigos. Apaixonada por livros. Tem a escrita como terapeuta preferida. Católica que tenta sempre se aproximar mais de Jesus Cristo e aprender dele o bom caminho. Idealizadora do @eumaeleitora 

6 comentários sobre “Já é natal!

  1. Parabéns à escritora! Texto inspirador, que compartilha a experiência dela e faz com que nós, mulheres, percebamos as dificuldades e desafios diferentes que todas enfrentamos. Um exemplo, e que exemplo! Cumpre com o objetivo aqui descrito, de valorização da identidade feminina! Sim, “já é natal”! Fé, perseverança e força para todas nós, pois que fique o aprendizado muito bem transmitido pela escritora: “[…] que a vida sempre se renova e recomeça outra vez”. Feliz Natal!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Ju, que lindas palavras! É tão bom quando algo que escrevemos do fundo do nosso coração toca e inspira outras pessoas! Sem dúvida, todas enfrentamos nossas próprias batalhas. Somos mais fortes quando nos unimos, reconhecemos e apoiamos. Feliz Natal para você e sua família e que o próximo ano seja de um feliz recomeço em alegria e propósito!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s