Funcionária ou dona do próprio negócio?

Na vida, há sempre dois caminhos – pelo menos. Se não houvesse, não existiria o livre-arbítrio. Alvos constantes de propostas feitas por pessoas, situações e nós mesmos; somos, por assim dizer, artífices e vítimas de nossas escolhas. Isso se reflete em diversas áreas de nossas vidas, de modo especial, em nossa profissão. Há alguns anos, cansada do ambiente de trabalho no qual estava, perguntei a uma amiga: “que tipo de negócio você gostaria de ter?” Ela, com um olhar que diz “do que você está falando?”, me respondeu: “eu não gostaria de ter nenhum negócio. Gosto de ser empregada, sabendo quanto vou ganhar todo mês, 13° salário e sem as preocupações que os empresários têm. Nasci para ser funcionária”. Bem, minha querida leitora, confesso aqui que foi naquele momento que descobri que havia algo diferente comigo: eu não havia nascido para ser a típica funcionária (poderia até ser, contanto que tivesse um empreendimento paralelamente).

A partir de então, comecei a conversar com outras pessoas e a fazer a mesma pergunta. Notei que, dentre as que diziam querer ter seu próprio negócio, apesar das muitas ideias inovadoras, simplesmente não aparentavam querer dar um passo rumo à concretização desse sonho. Depois de tanto refletir, eu me decidi por entender um pouco mais sobre esse próximo passo (assisti a algumas palestras, conversei com especialistas, fiz workshops e cursos, participei de grupos sobre inovação, empreendedorismo e negócios). Foi assim que descobri o que limitava aquelas pessoas a realizarem o sonho de empreender: as dificuldades impostas pelo nosso sistema tributário e procedimental, com tanta burocracia; mas, muito mais, pelo medo, conformismo e falta de persistência.

Segundo a pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM) de 2014, realizada pelo Sebrae, as mulheres já são maioria entre os novos empreendedores no Brasil, representando uma parcela de 52%. Apesar de esses dados poderem ser interpretados de diversas formas – como a crise, que provoca demissões, que obriga a desempregada ou dona de casa com marido desempregado a empreender ou o estabelecimento de formas de empreendimento mais acessíveis como MEI – podemos entender essa mudança também como resultado de uma visão positiva da mulher sobre si mesma, estendendo-se à sua ocupação. Isso significa que muitas mulheres têm passado da fase do sonho e seguido para a fase de sua realização.

E você? Se fosse me responder àquela pergunta (que tipo de negócio você gostaria de ter?), qual seria a resposta? A grande verdade é que nem todas nascemos para ser funcionárias, nem todas nascemos para ser donas de nosso próprio negócio, mas todas nascemos para dar o nosso melhor naquele terreno em que estamos ou planejamos estar.

2 comentários sobre “Funcionária ou dona do próprio negócio?

  1. Christie!
    Simplesmente amando seus textos!!!

    Eu acreditava que tinha nascido para ser funcionária. Mas diante da realidade de uma demissão e de uma proposta para empreender, não exitei em tentar.
    Agora estou em um novo tempo, me redescobrindo como dona do meu próprio negócio e gostando muito!

    Boa sorte nos seus empreendimentos!
    Esse aqui está indo muito bem 😉

    Curtir

  2. Geisa, querida! Que bom que está gostando de nossos textos! Sei que você é uma escritora de mão cheia, com muito a acrescentar aos outros e, por isso, seria incrível se pudesse nos enviar um texto (quem sabe, até mesmo, falando sobre empreendedorismo…). Fico muito feliz que tenha decidido por esse caminho, pois tem tudo a ver como você!
    Muito obrigada pelo apoio de sempre e muito sucesso pra ti também sempre! 🙂

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s