Silêncio

Trago meu silêncio

É ele que me acompanha nesta noite

Ouço frases mal compreendidas

Ouço gestos

Sim, os gestos que falam insistentemente no silêncio

Trago o não dito

Busco o não compreendido

Fico à beira das letras, letradas

Mas não faladas

Frases desconectadas

Interrompidas… timidamente interrompidas

Ouço passos silenciosos de um coração

Tentando ouvir seu próprio pulso

Que pulsa em ritmo desconhecido

Silêncio silencioso da alma

Do passo ao pulso

Escuto…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s