Mulheres no poder, salve-se quem puder?

Muita gente fala que ter uma chefe mulher é um tormento, um problema, algo difícil de engolir, porque elas ou são duras demais, ou não tem a firmeza necessária para o cargo.

Bobagem.

Nós mulheres temos igual capacidade de gestão que qualquer homem. O senso de liderança pode até ser nato em algumas pessoas, mas com uma boa preparação, pode ser desenvolvido a partir da  infinidade de cursos e literatura de boa qualidade que estão disponíveis atualmente, para se entender como se tornar um líder, saber gerenciar um projeto, negócio ou uma equipe.

Mas esse preconceito em relação às mulheres no poder é visível das pequenas empresas, aos maiores cargos de um país. Uma famosa revista feminina, inclusive, recentemente fez uma arte editando os retratos das equipes de primeiro escalão de algumas das potências mundiais, excluindo os homens das fotos – e o resultado é chocante, veja:

De fato, segundo levantamento da ONU Mulher, há no mundo, apenas cinco países em que as mulheres ocupam ministérios ou os mais altos cargos políticos  dos governos em quantidade igual ou maior que o número de  homens, a saber:

França ( 52,9%),  Cabo Verde ( 52,9%), Suécia (52%), Liechtenstein ( 50%) e Canadá ( 50%). Sobre este último país, inclusive, fato curioso foi que, no fim do ano passado, durante coletiva de imprensa o primeiro ministro eleito Justin Trudeau foi questionado sobre o motivo para ocupar a metade dos cargos do primeiro escalão do novo governo por mulheres. Ele respondeu: “porque estamos em 2015”,  fazendo um gesto simpático com as mãos, demonstrando a obviedade da decisão.

E infelizmente, há ainda oito países cujos altos cargos do governo são completamente compostos por homens: Arábia Saudita, Bósnia Herzegovina, Brunéi Darussalam, Hungria, Paquistão, Eslováquia, Tonga e du Vanuatu. Clique aqui e visualize como a maior parte dos países ainda tem sua maioria de cargos no governo ocupado por homens. ( quanto mais clara a cor do país, no mapa, menor é a quantidade de mulheres nesses espaços de chefia)

O estudo da ONU Mulheres apresenta ainda que os ministérios mais ocupados por elas são :

Serviço Social – 103 países;

Ambiente, recursos naturais e energia – 86 países;

Condição feminina e igualdade dos sexos – 74 países;

Família, infância, juventude, idosos e portadores de necessidades especiais – 71 países;

Educação – 69 países;

Cultura – 69 países;

Em nosso país, apesar de termos o segundo mandato consecutivo de uma mulher na presidência, temos apenas quatro outras mulheres liderando ministérios. E, mesmo podendo votar desde 1934, nunca tivemos mais que 12% de representação feminina no Congresso Nacional. Será que nem nós mesmas acreditamos que podemos exercer cargos de liderança?

Para além do gênero que ocupa um cargo, é preciso que a pessoa seja um líder, que inspire os demais, que tenha ousadia, seja arrojada, atualizada e busque sempre a superação. Porém, em uma sociedade na qual ainda se ouvem piadinhas sobre as mulheres líderes, é importante que nós estejamos preparadas para assumir cargos de gestão, e que, estando neles, utilizemos toda a nossa inteligência aliada à sensibilidade (o nosso sexto sentido, aquele toque feminino, sabe?) capaz de enxergar não só liderados, ou apenas trabalhadores, mas pessoas que buscam exemplo nos líderes, gente que tem seus anseios, suas famílias, seus sonhos – e uma vida, além do trabalho.

E você, está preparada para liderar? Ou já foi liderada por mulheres ? Conta pra gente sua experiência !

2 comentários sobre “Mulheres no poder, salve-se quem puder?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s