Florença, sua linda!

Se seu coração não aguenta emoções fortes, já vou logo avisando que é melhor não ler esse texto! O destino de hoje pode provocar taquicardia, um delicioso brilho no olhar e uma baita dose de encantamento! Agora se você, assim como eu, não hesita em botar o pé na estrada e adoraria desbravar tudo o que esse mundo fantástico tem para nos oferecer, bem vindo à Florença!

Berço do Renascimento, seus museus e galerias abrigam parte considerável da arte mundial. A cidade foi governada pela poderosa e influente família Médici por quase três séculos. Patronos das artes, investiram em palácios, pontes, pinturas, esculturas e Igrejas, tornando Florença, além de linda, um polo cultural de grande renome. E se isso não bastasse, é a cidade de origem de Michelangelo, Leonardo da Vinci, Maquiavel, Dante Alighieri…


Rio Arno.jpgCaminhar por suas ruas estreitas é ter uma aula de história da arte a cada passo. Indico o conhecimento especializado de um guia local, para garantir que você descubra toda a história e os segredos desta cidade singular. A melhor forma de se conhecer Florença e todos os seus tesouros arquitetônicos é a pé ou de bicicleta (a cidade é compacta e plana), admirando suas obras a céu aberto.

Começo citando o Palazzo Vecchio, um dos edifícios mais imponentes e sede da Câmara Municipal. Próximo a ele está a Galleria degli Uffizi, cujo acervo reúne obras primas como “O Nascimento de Vênus”, de Botticelli, “ Anunciação”, de Leonardo Da Vinci, e a “Sagrada Família”, de Michelangelo. As esculturas da Piazza della Signoria impressionam, sendo as mais marcantes a réplica da escultura David de Michelangelo (o original esta na Galeria da Academia) e a Fonte de Netuno. Seguindo pela Via Calzaioli, nos deparamos com a bela Ponte Vecchio e suas típicas joalherias. Poupada pelas bombas jogadas pelos nazistas durante a Segunda Guerra, a Ponte é um dos principais símbolos de Florença.

Duomo de Florença.jpgA Igreja mais importante é a catedral gótica de Santa Maria del Fiore (conhecida simplesmente por Duomo). Impossível não se extasiar com tamanha beleza! Sua fachada, tão rica em detalhes, domina o horizonte da cidade. Sua cúpula é obra do celebrado arquiteto renascentista Brunelleschi – e o campanário é da autoria de Giotto. Ainda nessa praça encontramos o Batistério de São João, famoso pelas suas magníficas portas de bronze, nas quais estão reproduzidas cenas da vida de São João Batista. Michelangelo referiu-se a elas como “As Portas do Paraíso”.  

Florença é a casa de Gucci, Pucci e Roberto Cavalli. Para as fashionistas, vale a visita ao Museu shoe, de Salvatore Ferragamo. Em Florença, encontra-se uma das mais antigas farmácias do mundo, Santa Maria Novella, famosa por seus exclusivos (e caros) produtos de beleza à base de amêndoas. Procurando um perfume pra chamar de seu? No L’olfattorio é possível desenvolver um perfume único e personalizado, dentre mais de duas centenas de fragrâncias vindas de todo o mundo, mas prepare o bolso…

Sempre recomendo uma visita aos mercados centrais para se ter um gostinho dos produtos locais e aqui não seria diferente. O Mercado da cidade é uma festa para os sentidos. Difícil resistir à extensa seleção de vinhos, queijos, salames e azeites dali. Falando em tentação, não deixe de provar os cremosos gelatos de Florença. Minha dica é experimentar o Bacio de Firenze (chocolate com amêndoas) ou se arriscar nos sabores inusitados, como por exemplo gelato de limão com champagne. Os italianos entendem tudo de alimentos frescos e culinária artesanal, e qualquer portinha simples e despretensiosa pode te proporcionar uma refeição dos deuses… voltaria por uma bisteca à florentina, um bife alto e muito suculento, que provei em uma pequena osteria às margens do Rio Arno.

Pisa.jpgPróxima à Florença (cerca de 1 hora), encontra-se Pisa, terra de Galileu Galilei, famosa por sua torre inclinada, cartão-postal da cidade. Para falar a verdade, achei um pouco sem graça a visita, e só recomendo se estiverem com tempo de sobra. Roma, Veneza e Milão estão no máximo a duas horas de trem.

Florença é a capital da belíssima região da Toscana.  Falar da Toscana é pensar em poesia, mãos dadas, abraços apertados… Tem tudo a ver com luz de velas, música lenta, jantares demorados… É um destino para se curtir com calma, saboreando sua gastronomia! Por isso não ouse sentar-se à mesa com pressa! E me prometa desde já que não vai deixá-la sem ao menos provar uma tacinha de vinho, va bene? Muitas das vinícolas oferecem degustações e destaco os famosos Brunellos, Nobiles di Montepulciano e Rossos de Montalcino, que podem vir bem acompanhados dos deliciosos petiscos locais, como queijo pecorino, bruschettas e embutidos.

O ideal é alugar um carro e ir curtindo a cênica paisagem (esqueça a autoestrada e dê preferência para as estradas secundárias). O caminho faz parte da experiência, e cada curva nos reserva gratas surpresas, ora casinhas coloniais bucólicas (a maioria com flores coloridas nas janelas e portas), até quem sabe uma igrejinha abandonada!  Você verá uma profusão de campos verdinhos e se der sorte, cobertos de amarelo no florescer dos girassóis! Parece pintura, um verdadeiro espetáculo o contraste do amarelo com o céu azul.

Casinhas ToscanasAlguma coisa acontece no meu coração quando penso nas várias e diferentes cidadezinhas toscanas. Considero imperdível a visita à Siena, Montepulciano, San Gimignano, Chianti (terra do meu vinho favorito ), Arezzo (onde foi gravado o belíssimo filme “A vida é bela”), ou Cortona (cenário de “Sob o sol da Toscana”).  Estabeleça uma base ou escolha duas a três cidades, para não ficar cansativo (tem que ter desculpas para voltar ), e entregue sua alma para todo o charme, perfume e beleza que estão por vir. A Toscana é perfeita para os apaixonados, é puro romance e por isso termino esse texto muito saudosa, parafraseando Dante Alighieri “É o amor que move o sol e as outras estrelas”. Un abraccio e arriverderci!

Próxima parada da nossa seleção de destinos em ordem alfabética será com a letra G; páreo duro entre a bela Grécia e suas casinhas brancas, e Grand Cayman, cuja praia Seven Miles Beach figura sempre entre as mais lindas do mundo. Vem comigo?

Tassi BiografiaTassiana Rossignoli
Mineira, casada, jornalista. Apaixonada pela família, pelos amigos, por viagens, livros, fotografia, músicas, filmes e pipoca. Adoraria fazer um curso de gastronomia. Sonha em ser mãe e ter uma casa na praia. Frase favorita: “Muitos pensam que sou rico. Outros pensam o contrário. O que ninguém sabe é que minha riqueza é medida em histórias, em experiências e pessoas. Sim, Então sou rico.”- Fergal

4 comentários sobre “Florença, sua linda!

  1. Tassiana, sua Florença é encantadora!!!!!!!
    Amei todos os detalhes: da aula de história da arte aos sabores da gastronomia!!!!
    Você tem o dom!!!!!! Parabéns!!!!!

    Curtir

    1. Oi Yhara,

      Muito obrigada pela leitura e comentário super fofo 🙂
      A cidade é linda, vale muito a pena a visita!
      Um abraço grande,
      Tassi

      Curtir

    1. Oi Mary,

      Ahh Florença é linda mesmo..
      Adoro escrever pro Muitas Marias, revivo todas as viagens, é delicioso!
      Se alguém tiver qualquer dúvida sobre esse ou outro destino, estou à disposição! Basta deixá-la nos comentários que terei o maior prazer em responder..
      Beijo grande, lindona!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s