Seja bom no que você faz hoje

Eu cresci ouvindo meus pais me orientarem assim: “Filha… Você quer ser alguém na vida? Então estude muito, trabalhe duro e conquiste o seu espaço”. Por ser mulher, negra, oriunda de família humilde, eles sempre me alertavam dizendo que o mundo profissional era uma selva e, se eu quisesse sobreviver, deveria ser melhor que os meus concorrentes.. Concorrentes esses, em sua maioria: homens, brancos e mais ricos do que eu. Não bastaria ser tão boa quanto eles, eu deveria ser melhor. E eu cresci com esse sentimento no coração que eu tinha que ser o primeiro lugar em tudo. Sempre fui uma ótima aluna, tirando as melhores notas da turma. Nunca aceitava ser mediana. Nota vermelha??? Jamais na minha vida! Talvez por ter estudado a vida toda em escola pública (cujo ensino tinha um padrão elevadíssimo em comparação com os dias atuais) não era tão difícil assim me destacar.. Talvez…

Ao ingressar no mundo acadêmico, cursando a faculdade de Economia em uma universidade federal, comecei a reparar que a vida não era tão cor-de-rosa assim… Pra continuar sendo o destaque, precisaria de mais esforço, mais dedicação, mais tempo. Então comecei a refletir.. Afinal.. Pra que isso tudo??? Qual o motivo??? Qual o meu real objetivo? Só pra ganhar dinheiro e poder comprar um apartamento na praia e o carro do ano? Só pra isso? Não faz sentido.. (Sim pessoal, eu quero ter um apartamento na praia e também comprar o carro do ano, mas minha felicidade não se resume a isso..)

No período da faculdade, outros fatores passaram a chamar mais minha atenção e ocupar meu tempo, como a evangelização dos universitários e também a evangelização no meio profissional… Comecei a descobrir e a desenvolver outros valores. Passei a entender que a antiga ambição profissional – de um dia ser reconhecida como uma grande e notória economista – estava dando lugar a um sentimento menos utópico, no entanto, mais factível.. Compreendi que, independente do lugar onde eu estivesse, independente da atividade que eu estivesse realizando, a minha atividade profissional deveria ser reflexo dos meus valores cristãos. Cansei de querer “ser a melhor” por pura vaidade, mas passei a dar o meu melhor, colocar amor e dedicação no trabalho para honrar a Deus também através da minha profissão.

Meus olhos se abriram. O próprio trabalho passou a ter um significado diferente. Essa nova visão me fez querer me afastar do mundo acadêmico por um tempo, desisti de continuar o Mestrado. Optei em seguir uma carreira de servidora pública, onde estou hoje, e onde me realizo enquanto profissional. Depois que passei no concurso e conheci a realidade de perto, entendi que para ser servidor público, você precisa de muuuita vocação, caso contrário pode ser tornar apenas mais um desastroso e vergonhoso “funcionário público”, no sentido mais deturpado da palavra.

Eu me sinto vocacionada ao serviço público. A servir o público, a “coisa pública”. Sou vocacionada a servir a sociedade, por meio do meu serviço ao Estado. Sou economista em um importante órgão do Executivo Federal, e muito grata a Deus por isso. Tenho dado o meu melhor, desenvolvendo o meu trabalho com a destreza e a responsabilidade que ele requer. No entanto, ainda não é o local onde eu realmente quero estar, ainda não é a carreira que eu quero seguir.

Você pode me perguntar, “mas Tereza, você ganha bem, é estável, trabalha na sua área, você quer mais o quê?” É disso que estou falando! De realização profissional. De sonho! De querer ir além, de dar o meu melhor para honrar o Deus que acredito, no lugar que eu sei que farei uma maior diferença. Ainda não estou lá, mas vou chegar… Mas é importante destacar que isso não me faz ser menos dedicada ao meu trabalho atual! Isso não me deixa frustrada e não saio descontando nas pessoas. De maneira alguma!!! Não obstante todas as frustrações (naturais) que ocorrem no meu ambiente de trabalho, não permito me corromper! Não permito que meu trabalho seja realizado de maneira aquém do que é esperado pelos meus superiores. Não admito que a sociedade (que na verdade é quem paga meu salário através dos inúmeros tributos) seja prejudicada com uma servidora “mais ou menos” que fica só ocupando espaço e se beneficiando das benesses do serviço público. O meu trabalho é uma honra pra mim e preciso honrar a Deus através dele. A sociedade merece que eu seja uma servidora pública dedicada, que realiza seu trabalho a contento. Confesso… Às vezes somos tentados a nos nivelar “por baixo”, a nos deixarmos corromper pelo “meio”, mas luto diariamente contra isso. Não é fácil, admito. É um constante “remar contra a maré”, mas ainda assim posso afirmar que somos a maioria.. Nem todo mundo é corrupto. Nem todo mundo é preguiçoso. Nem todo mundo se deixa corromper. Nem todo mundo perde seus valores. Ainda somos a maioria…

Nada e nem ninguém tem o poder de me transformar em algo pior! Eu acredito que nosso trabalho é uma ferramenta eficaz que pode transformar nossa sociedade! Não  se deixe corromper… Não permita que o meio te transforme em alguém pior. Você pode ser o agente transformador! Não importa o que você faça… Independente da sua atividade profissional, como um trabalhador, dê o seu melhor! Coloque entusiasmo, alegria, comprometimento naquilo que você faz! Faça bem feito! Mesmo que você ainda não tenha alcançado a realização profissional que tanto almeja, não desista. E enquanto isso, seja bom no que você faz hoje!

Dê o seu melhor! E você receberá o melhor que vem de Deus.

DSC00161.JPG

Tereza Cleise da Silva de Assis

Casada, católica, do interior de Minas Gerais, mas tem o coração candango. Mora em Brasília há 10 anos e ama o quadrado. Economista, servidora pública, em constante busca por seus objetivos. Sonha alto, privilegia a família, dependente de Deus e paciente. Aprendendo a ser gente, tocando nos seus próprios limites.

10 comentários sobre “Seja bom no que você faz hoje

  1. Tereza, obrigado por seu artigo. É muito forte o que vc diz: O meu trabalho é uma honra pra mim e preciso honrar a Deus através dele. É assim que eu também enxergo a oportunidade de trabalhar, seja aplicando minhas capacidades intelectuais de forma remuneradas ou não, mas esta é efetivamente a forma como eu consigo fazer diferença! Ora et Labora!

    Curtir

  2. Parabéns pelo texto Tereza. Todos nós deveríamos ser melhores para nossos pares, conjuges e concidadãos. Se a nossa amada Terra de Vera Cruz fosse tão generosa em exemplos de cooperação e superação morais assim como o é em religiosidade e calor humano teríamos um outro país e, quiçás, um novo país para se viver. Abraço!

    Curtir

  3. Eu me emociono ao ler seu texto da mesma forma como me emocionei há uns bons anos atrás, quando te ouvi falar sobre o seu trabalho, e sobre a importância de honrar a Deus com o nosso trabalho.
    Esse texto é um alento para meu coração, é uma nova força por relembrar que , façamos o nosso melhor, pois o melhor que vem de Deus ainda está por vir.
    Muito obrigada por compartilhar essa riqueza conosco, sei que o próximo texto será continuação desse… Bem vinda ao time!

    Curtir

  4. Inspirador. olho pra você e vejo a materialização de tudo o que você escreveu. Obrigado por manter vivo no coração o ideal que Deus colocou um dia. Obrigado também por compartilhar as consequências desse lindo sonho. Deus te abençôe!

    Curtir

  5. Neguinha amo te ouvir, amo quando a gente conversa, me sinto revigorada. Lendo o texto sentia você perto de mim conversando, me incentivando e me orientando como sempre. É isso que tento ser diariamente no meu trabalho e nas atividades que realizo, fazer com zelo, mesmo não me sentindo realizada profissionalmente, ainda. Tenho sede de justiça, tenho sede de melhoria nos ambientes de trabalho, seja no serviço público como na iniciativa privada. Bjus e parabéns muitas marias.

    Curtir

  6. Que alegria poder no dia de hoje receber sua reflexão, que nada mais é que um pedaço de você que nos é dado de presente. Sonhe alto, a altura dos nosso sonhos serão nossos feitos. Sou grato a Deus por ter tantas filhas e filhos que buscam honrar a Deus também com o seu trabalho. Estes operários que assim buscam servir a Deus, servindo-O, através do seu trabalho, servindo a sociedade, são estes operários no anonimato é que escrevem um mundo diferente e melhor.
    Bjão amiga e muito feliz por ler suas linhas, embora em minha mente consiga ve-la falando e abrindo aqueeeele sorriso.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s