Mulheres virtuosas: Confiantes

A virtude não extingue a beleza e ela (a beleza) não é pré-requisito da virtude. As virtudes tornam pura a beleza que passa a transbordar de dentro para fora. Bem longe dos padrões atuais, a beleza da mulher é na verdade o transbordar de suas virtudes. Para além dos produtos, a mulher capaz de sorrir transfigura uma beleza que é divina, pois toda a alegria (verdadeira) vem do alto.

Falo para mulheres reais, Suzanas, Esters, Marias… E de uma certa Suzana, a história quero contar. Mulher piedosa e de grande beleza, educação exemplar, dada por pais honestos. Esposa de Joaquim, homem rico e bem quisto. Sua casa era frequentemente visitada por dois distintos senhores, de idade já avançada, e que deveriam esbanjar sabedoria, mas que deixaram seus corações se perverterem diante da beleza de Suzana. Em uma oportunidade casual, surpreenderam-na sozinha e revelaram seus sentimentos perversos: Ardemos de paixão por ti. Entrega-te a nós ou diremos que estavas com outro. Suzana não era apenas bela, mas também virtuosa. Preferiu a injusta injúria a do que aceitar a infame proposta. Frente à recusa, os dois senhores fizeram suas acusações, o que, por consequência, levaria Suzana à morte. Enquanto isso, ela debulhava-se em lágrimas, mas com o coração cheio de confiança no Senhor, olhava para o céu. E pela virtude da confiança foi salva. Um jovem desmantelou aquela farsa e a vida de Suzana foi poupada. Esta mulher virtuosa, Suzana, está na Bíblia, no livro de Daniel, no Capítulo 13. Belíssima história a qual convido cada leitor(a)  a ler.

Quantas situações exigentes vive uma família, onde mais do que sua beleza, exigem-se da mulher suas virtudes. Procuram-se mulheres virtuosas! E elas estão aí. Talvez escondidas sob um estereótipo vil, ou não tendo suas virtudes valorizadas, manifestam-nas no silêncio do quotidiano. Exaltam as belas da torcida, mas suprimem a sabedoria do lar. Outras tantas já sufocaram as virtudes, pois o próprio círculo feminino restringe a elogiar o cabelo que cortou.

A realidade suplica por mulheres virtuosas, e por natureza já o são. Belas sim, mas uma beleza virtuosa. Maquiagem e salto alto, por que não? Mas quando descem do salto é somente para mostrar que são humildes e capazes de acolher os mais necessitados.

Confiantes. Mulheres que frente à crise são o esteio do lar, mantém-se firmes e não deixam a família perder a confiança. Mulheres capazes de investir e inovar, acreditam que mulher é sim cientista, advogada ou administradora. Ora de grandes multinacionais, ora das múltiplas faces do lar. Não importa o lugar, o ser mulher, conforme o coração de Deus, deixa um rastro de virtude por onde passa. Irradia confiança onde está.

PauloPaulo Franco Machado

Filho de Deus, 29 anos, casado há quatro anos com Christiane Vilarinho. Catequista na Paróquia Nossa Senhora das Graças em Rialma – Goiás. Membro da PASCOM da Diocese de Uruaçu. Analista de Sistemas. Gerente de T.I. na Comunidade Coração Fiel.

Muitas Marias apresenta artigos originais sobre o cotidiano feminino. Saiba como enviar seu texto clicando aqui ou escreva para  contato@muitasmarias.com . 

2 comentários sobre “Mulheres virtuosas: Confiantes

  1. Belo texto de Paulo Franco, homem também de muitas virtudes, que convive com mulheres fortes e virtuosas…por esta razão sabe reconhecê-las tão bem. Parabéns Paulo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s