Torta que não é torta (de abacaxi)

Vou contar pra vocês como fazer  a única sobremesa que eu consigo.

Sim, leitor@s, caso não se recordem, eu sou uma mineira que foge à regra, o ponto fora da curva, no que se refere à culinária, uma negação na cozinha. Sou muito bem resolvida com isso, obrigada, e sei que várias mulheres também se identificam com esse não lugar na cozinha – que não é nenhuma vergonha, nem um mal em si, se você possui alternativas para se alimentar de maneira saudável.

Para não dizer que não sei nada, faço um pão de queijo delícia e também esta sobremesa com uma receitinha facílima e bem gostosa!É uma torta de abacaxi, que aprendi com a minha mãe, cozinheira de mão cheia. Esta sobremesa fez  parte da minha infância, e tenho muito carinho em compartilhar com vocês.

Lá na casa dos meus pais, minha mãe preparava no sábado, para comermos no domingo, após o almoço. Não todo sábado, mas de vez em quando. E sempre era uma alegria geral, pois meu pai não gosta de chocolate, não come de jeito nenhum, e com este doce, sabiamente minha mãe agradava aos filhos e ao marido. Além de ser bem gostosa, é uma receita simples (por isso eu consigo fazer), barata, e rende bastante.

Antes de passar os ingredientes, também preciso contar porque intitulei este artigo como “Torta que não é torta”. Desde a primeira vez que fiz essa receita lá em casa ( agora falando da família que construí após o casamento), sou repreendida pelo meu marido. Segundo ele, que ama cozinhar e é muito detalhista e perfeccionista na cozinha (e na vida), esta receita não é uma torta, é uma gelatina, pois, para ser chamada de torta, deveria conter uma massa com ingredientes tradicionais como farinha, ovos, e não tem nada disso.  Eu entendo, mas continuo chamando de torta. E ele continua a dizer que não é torta. O importante é que, na hora de comer, ninguém liga se é torta, se não é torta, todo mundo termina rápido um pratinho e já pede outro. Portanto, apresento a vocês a torta (que não é torta) de abacaxi.

Ingredientes:

  • Um abacaxi grande, ou dois pequenos, bem picados
  • Três pacotes de gelatina sabor abacaxi
  • Uma lata de creme de leite.
  • Um litro de água

Leve ao fogo o abacaxi picado e a água, por cinco minutos. Depois, junte o creme de leite e a gelatina. Misture tudo. Coloque em uma forma e deixe esfriar, antes de levar à geladeira. Você poderá saborear após quatro horas.

Como estudiosa da alimentação saudável, retirei da receita original da minha mãe as muitas colheres de açúcar (16, no total! ), pois como a gelatina já tem bastante desse ingrediente e a fruta também,  eu sugiro que não seja usado.

Antes que eu esqueça, duas dicas na hora de comprar o abacaxi: pegue a fruta e tente retirar uma das folhas do miolo da coroa. Se ela sair sem esforço, a fruta está madura. Em seguida, verifique se o corpo dele está bem consistente (pois se estiver maduro demais, alguma parte da casca estará molenga, e pode estar passado, por dentro).

Desejo a você um belo preparo. Depois conte pra gente como foi a sua experiência em família, com a minha torta (que não é torta)!

p.s. dedico este texto à minha mãe, exemplo de mulher, esposa, amiga, dona de casa e trabalhadora, uma mulher maravilha é a dona Darci!

Muitas Marias apresenta artigos originais sobre o cotidiano feminino. Saiba como enviar seu texto clicando aqui ou escreva para  contato@muitasmarias.com . 

4 comentários sobre “Torta que não é torta (de abacaxi)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s