Mãe de gêmeos, e agora?

Gêmeos? Sim! E como é ser mãe de gêmeos? É engraçado como praticamente todas as pessoas quando sabem que eu sou mãe de gêmeos têm essa pergunta como a primeira a ser feita a mim! Minha resposta? Simples. Em outras palavras costumo responder dizendo que só posso falar como é ser mãe, pois nunca fui mãe de um filho só, minha primeira gestação já foi gemelar; então, se o que as pessoas querem é que eu diferencie como é ser mãe de um só e mãe de gêmeos, isso eu não tenho como fazer, porque só sei dizer o que é ser mãe de dois ao mesmo tempo. E como é ser mãe de dois ao mesmo tempo? Sem comparações de como é ser mãe de um só, posso falar tranquilamente.

Meus filhos hoje estão com 2 anos e 8 meses. Dá muito trabalho, isso é fato. Não tem como não dar, por mais quietinhas que sejam as crianças – que, detalhe, não é o caso dos meus – exige-se muita dedicação, afinal, tudo é dobrado. Da mama que têm que dar a dois bebês à mamadeira que você tem que preparar com duas medidas, dois pratos nas refeições, dois copos de suco, ajudar a escovar os dentes de dois, trocar a fralda e a roupa de dois, e assim por diante. Quando o esposo é consciente e está com a esposa em todas as situações para o que der e vier é muito mais fácil. Isso porque, embora esteja cuidando de duas pessoinhas, um vai adiantando as coisas com um e o cônjuge já vai cuidando do outro, e isso dá um descanso enorme ao fim do dia, pois as tarefas foram divididas entre ambos. Tem sido assim, por exemplo, na hora de trocar a roupa para a escola, enquanto eu troco a de um, meu esposo já vai trocando a do outro.

Agora, no dia a dia, é tudo imprevisível. Tem dias que os meninos cismam que só querem que um dos pais troquem a roupa naquela hora, ai, ai, ai, ai, a gente fica “de cabelo em pé”. Outras vezes, um só quer vestir a roupa que o outro está usando e haja paciência para conseguir se impor e negociar. E não adianta dizer: compra igual que o problema acaba. Não, não acaba, porque tem momentos em que, mesmo a roupa sendo igualzinha, você escuta um “quero a dele”. Mas, acima de tudo, o importante é buscar ensinar a dividir, a partilhar, a um cuidar do outro, a obedecer, como quaisquer pais que têm responsabilidade e amor a seus filhos fazem, só que em dose dupla.

O segredo é pedir a Deus sabedoria, discernimento e paciência para cuidar, educar e ensiná-los a crescerem no caminho do bem e do amor; é saber a hora de ser dura e também a hora de não ligar pra “traquinagem” feita. Seja mãe de um a cada gravidez ou de gêmeos, o essencial é buscar a docilidade e ternura em meio ao corre corre do dia a dia com tantas atividades como mãe, esposa e profissional. Acima de qualquer cansaço, está o amor que damos e recebemos. Tem coisa melhor? Tem não.

Christiane

Christiane Fernandes S. de Moraes, nascida em Aracaju-SE, formada em Publicidade e Propaganda pela Universidade Tiradentes, autora de artigos expostos em INTERCONS e publicados pela UNIT. Participante do Min. Univ. Renovadas em Sergipe de 2003 a 2008 coordenando o ministério de Comunicação Social.

Muitas Marias apresenta artigos originais sobre o cotidiano feminino. Saiba como enviar seu texto clicando aqui ou escreva para  contato@muitasmarias.com . 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s