Ketchikan: um destino intocável ao nosso alcance

O verão é a minha estação do ano favorita. Acho que as pessoas ficam mais felizes, leves e de bem com a vida! Viajar, então, fica muito mais divertido! O ânimo para acordar cedo e bater perna é outro. Além disso, não precisamos fazer aquela mala pesada e cheia de casacos (sobrando, assim, mais espaço para as bugigangas que trazemos de cada lugar!). Para mim, a combinação praia e calor sempre foi imbatível até que, um dia, cheguei a uma cidadezinha (localizada beeeeem depois de onde Judas perdeu as botas) que fez minha relação com o inverno mudar desde então: Ketchikan, Alasca!
Lembro como se fosse ontem. Fazia um frio danado, vesti metade do meu guarda-roupa e já estava de saída quando meu telefone tocou. Uma amiga disse que minha chefe queria falar comigo e que eu precisava encontrá-la na parte externa do 14º andar do navio. Mesmo sem entender nada, fui já pensando o que eu poderia ter feito de errado. No momento em que a porta do elevador se abriu, dei de cara com uma paisagem de tirar o fôlego, neve por toda a parte! Até então eu era a única do time que ainda não havia visto neve, assim foi uma surpresa linda o fato de ter vários amigos ali reunidos para celebrarem comigo aquele momento.

Vista hidroavião

Ketchikan parece um vilarejo do Velho Oeste. Como é bem pequena (não tem nem 10 mil habitantes), é perfeita para ser percorrida a pé. Mas isso quando a garoa dá uma trégua, já que também é conhecida como a capital americana da chuva. O porto fica em pleno centro da cidade. De lá, basta seguir a Creek Street (ruazinha principal) e você irá encontrar as principais atrações.

Ketchikan centro

A própria rua é uma atração em si, com suas casas de madeira construídas sobre palafitas. Não se parece em nada com as tradicionais cidades americanas. Esqueça as redes fast food ou as grandes lojas de departamento! O tão tradicional hamburguer cedeu espaço às mais variadas receitas com salmão (desconfio que nem a sobremesa escapa rs), já que a cidade é a capital mundial desse peixe, fresco e farto por toda parte.

Ketchikan possui a maior coleção de totens do mundo, criados pelos nativos para exaltar seus ancestrais. Existem dois parques, o Totem Bight State Historical Park e o Saxman Totem Pole Park, que são boas opções de passeio para os interessados por essas imensas, históricas e coloridas figuras esculpidas artesanalmente em madeira. Outro programa bastante cultural é a visita ao Tongass Historical Museum, que reúne artes tradicionais indígenas e objetos dos primeiros exploradores da região.

Cachoeira

Da cidade partem os passeios de hidroavião até o Monumento Nacional de Misty Fiords (prepare a câmera para as cachoeiras e lagos cristalinos vistos lá de cima). Não é barato, mas é um daqueles programas obrigatórios, já que a vista é simplesmente incrível, um infinito de montanhas de gelo por todos os lados. A cidade tem um grande potencial ecoturístico (vale registar o nível de consciência ecológica dos moradores de lá), e é possível experimentar várias atividades em meio à natureza: camping, trilhas, rafting, canoagem (vai encarar as águas geladas do Ártico?) e, principalmente, a pesca, tão popular entre os locais.

Ketchikan possui um tesouro inestimável: seus habitantes! Ursos, leões-marinhos, águias e centenas de espécies raras e ameaçadas de extinção. Para os mais sortudos, há passeios para a observação de baleias e para os mais corajosos, de ursos negros. Bem típico da região são os passeios de trenó puxado por cães, chamados Sled Dogs (eu que amo cachorro não fiz, e não me arrependo).

Ketchikan se localiza na região denominada “Inside Passage” (passagem interna, que vai dos Estados Unidos ao Canadá, juntamente com a capital Juneau e as cidades de Skagway e Sitka. O caminho entre elas é formado por um emaranhado de geleiras brancas e azuladas, glaciares, fiordes e encostas montanhosas, proporcionando aos passageiros um desfile de cenários deslumbrantes, de picos nevados às florestas de pinheiros.

Inside Passage

Relativamente isolado, o Alasca é o maior estado em extensão territorial dos Estados Unidos e terra do Monte McKinley, a montanha mais alta da América do Norte. Possui o maior litoral do país e dias bem longos nos meses do verão. Arrisco dizer que o estado tem uma das paisagens mais belas do mundo. Não sei se por sua natureza intocada, ou se por sua extensão de beleza natural, só sei que um cruzeiro por suas águas é uma experiência inesquecível, principalmente quando toneladas de gelo se desprendem em alto mar. E é quando vem o pôr do sol que a poesia fica completa.

Por do Sol

Falando em poesia, me permitam o devaneio? Acho que o Alasca, além de lindíssimo, te proporciona um encontro consigo mesmo. A tranquilidade do lugar, longe de toda a agitação da vida moderna, te obriga a olhar para dentro de seus próprios sentimentos e a se reconhecer pequeno frente a tanta imponência e vastidão. Foram três meses de pura contemplação, me rendendo aos mistérios de uma natureza instigante, poderosa em sua magnitude. Serei eternamente grata por ter tido o privilégio e a oportunidade de um dia ter pisado em seu território. Sua infinidade de cores se fundindo em uma paisagem única ficarão para sempre na memória. Ah, e antes que me esqueça, muito grata também por todos os “chocolates quentes”, que sem dúvida alguma foram uma deliciosa companhia…

Destinos com L pensei em Lima no Peru ou Los Roques na Venezuela, me ajudem a decidir?!

 

Tassi BiografiaTassiana Rossignoli
Mineira, casada, jornalista. Apaixonada pela família, pelos amigos, por viagens, livros, fotografia, músicas, filmes e pipoca. Adoraria fazer um curso de gastronomia. Sonha em ser mãe e ter uma casa na praia. Frase favorita: “Muitos pensam que sou rico. Outros pensam o contrário. O que ninguém sabe é que minha riqueza é medida em histórias, em experiências e pessoas. Sim, Então sou rico.”- Fergal

Muitas Marias apresenta artigos originais sobre o cotidiano feminino. Saiba como enviar seu texto clicando aqui ou escreva para  contato@muitasmarias.com .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s