Empreendedorismo: o caminho se faz caminhando

“Eu sei o preço do sucesso: dedicação, trabalho duro e uma incessante devoção às coisas que você quer ver acontecer”. (Frank Lloyd Wright)

Nasci com uma alma inquieta. Desde menina sempre gostei de recortar, colar, pintar, mudar, arrastar, tentar de novo, rascunhar, melhorar tudo em que eu colocava as minhas mãos.  Nunca me contive em aceitar o mundo como naqueles dias bem cinzentos, em que o sol brinca de esconde-esconde. Buscava até nesses dias como colorir e fazer meus olhos brilharem, me atentando a detalhes que na correria dos dias acabavam nem sendo vistos como pequenas belezas.

Acredito muito que a mulher empreendedora já se despertava nessa inquietude. Quando algo nos incomoda acaba por nos colocar em movimento, numa pesquisa incessante por soluções. Aí que entra a criatividade. Sim, aprendi muito sobre ela com a minha mãe. Ela sempre soube como boa dona de casa ser criativa para conseguir alimentar a família com meio quilo de carne moída. Conseguiu sempre  fazer render a comida com sabor, generosidade e amor.

Entre o desafio e a criatividade foi que as manualidades entraram em minha vida. Ainda bem pequena, sem coordenar bem os movimentos das mãos, eu já me interessava pelo bordado, pela costura e me entretinha por horas aprendendo com a minha vó. Dela herdei a paixão pelo artesanal em sua originalidade e versatilidade. Em cada pontinho feito eu me construía como artista.

Mas foi o papel e suas possibilidades de criação, e especificamente a técnica quilling, que conquistou de fato o meu coração. Comecei a fazer por curiosidade, de forma totalmente despretensiosa. Fiquei muito intrigada de como era possível fazer desenhos utilizando-se somente de tiras de papel bem finas e cola. Então, comecei a dispor meu tempo de hobby para aprender.

davi-1

Descobri com o tempo que funcionava como um trabalho de estruturação psicológica, que me ajudava a organizar as minhas gavetinhas internas. Beleza que hoje salva meus dias e me faz ver eternidade em cada tirinha de papel que modelo com as minhas mãos.

camila-6

Hoje eu reconheço isso, mas o processo não foi tão claro e simples assim. De fato, para tudo existe um tempo nessa vida e eu tive que aprender a respeitar essa sabedoria da preparação. Saber que, às vezes, uma ideia pode ficar bem guardada em um potinho dentro de nós e no momento certo se transformar em beleza e graça. O tempo chegou pra mim só depois de 10 anos.

mandala-fdgn-4

Foi necessária toda essa preparação para que afinal eu pudesse dizer como Santa Joana D’Arc: “Eu não tenho medo… Eu nasci para fazer isso!”. Enfim, nasceu a minha empresa –  LAÇO DO INFINITO. Sou, afinal, uma empreendedora criativa.

12938204_1278001035548759_8419320852863764709_n

Acredito que a  instabilidade financeira foi o que mais pesou na hora de decidir. Mas em contrapartida foi também o que mais me motivou, me fez sair do lugar, ousar passos e trabalhar mais a autoconfiança. Tenho que fazer o meu dinheiro acontecer, dia após dia, numa tarefa exigente de compromisso e fidelidade à minha vocação.  A convicção do que se quer e aonde se quer chegar é a força motriz, pois nem sempre se tem a compreensão e o apoio que se deseja. Pelo contrário. é uma decisão bem solitária.

Se eu me arrependo? Jamais. A minha vida é feita de tentativas. Continuo achando melhor me arrepender do que tentei, do que daquilo que já desisti de primeira. Estou caminhando para o segundo ano da minha empresa, e vou vendo que o caminho se faz caminhando. Ainda tenho muito para melhorar e crescer. Vou com fé, vou com tudo e vou feliz!!!

10408785_858915314124002_2552437895543703735_nFabíola Silva

Publicitária, produtora executiva, artista e empreendedora criativa da Laço do Infinito. De temperamento marcante – uma mistura da liderança colérica, simpatia sanguínea e a minúcia melancólica. Gosta de sentir frio na barriga, pois vê a vida como um grande desafio a ser vencido.

Muitas Marias apresenta artigos originais sobre o cotidiano feminino. Saiba como enviar seu texto clicando aqui ou escreva para  contato@muitasmarias.com . 

16 comentários sobre “Empreendedorismo: o caminho se faz caminhando

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s