9 mentiras e 1 verdade sobre a (minha) maternidade

Nos últimos dias o Facebook foi invadido por um novo desafio: “9 verdades e 1 mentira sobre a minha vida”. O desafio consiste em fazer com que os amigos descubram qual é a mentira em meio aos tópicos descritos. Óbvio que as opções não são óbvias e fica bem difícil descobrir se a mentira é, por exemplo, que um dos meus amigos comeu uma bolha do pé do irmão ou se era o fato de ter, durante 2 anos levado flores e visitando o túmulo errado.

Fiquei pensando na minha vida, em quais fatos poderia apresentar para desafiar meus amigos e nada melhor do que explorar o divertido, maluco, triste, alegre e único universo da maternidade.

Falar 9 verdades seria muito sem graça, então resolvi inverter o jogo!

Preparados?

Qual será a verdade e quais serão as 9 mentiras:

1-     Eu jamais fingi que não ouvi meu filho chorar pra ver se alguma alma caridosa corria pra pegar ele no colo e eu poderia dormir só mais cinco minutos. Eu sei que existem mães que fazem isso, mas eu nunca fiz!

2-     Eu nunca disse a ele que não tinha mais doce e comi o último pedaço de bolo escondido. Seria crueldade demais  com uma criança que tinha que jantar e depois ter a sobremesa fazer isso. Mesmo sabendo que ele já tinha comido um pedaço de bolo no café da tarde e que se comesse o bolo iria estragar o jantar.

3-     Eu nunca enrolei no supermercado depois de um dia de cão pra ficar 10 minutos a mais sozinha. Por mais que a sensação de liberdade fosse incrível e o fato de não ter ninguém querendo tudo ao redor e lutando pra sair do carrinho me garantisse um alívio tremendo.

4-     Eu nunca estive tão cansada ao ponto de não preparar uma refeição pro meu filho que tivesse cinco cores diferentes e fosse equilibrada em carboidratos, legumes, verduras e proteína. Seria muita irresponsabilidade fazer um misto quente pra uma criança jantar.

5-     Eu jamais fiquei com a pulga atrás da orelha achando que meu filho tinha algum problema de desenvolvimento depois de conversar com outra mãe a respeito. Cada criança é uma e mesmo ouvindo que o filho dela já tinha saído das fraldas, dormia a noite toda e comia de tudo sem reclamar eu respirei calmamente e entendi que o fato de o meu ainda usar fraldas, estar numa fase horrível pra dormir e olhar para o brocólis e falar: nananão.

6-     Eu nunca chorei com medo, tristeza, angústia ou por medo de estar fazendo tudo errado. A maternidade é um mar de rosas igualzinho aos posts que a gente lê no facebook e acompanha no instagram, quem não pensa assim, deve ter algum problema.

7-     Meu filho jamais fez coisas do tipo: assistir TV enquanto comia, dormir na minha cama, chupar chupeta, comer doce antes das refeições só pra parar de chorar e eu poder preparar a refeição. Temos tudo sob controle aqui em casa!

8-     Eu nunca esqueci a mochila do meu filho em casa e como estava atrasada pro trabalho preferi ir ao supermercado e comprar uma troca de roupa, um copo de água e o almoço e colocar tudo em um saco de papel (como nos filmes americanos, ainda bem que moramos nos EUA) e entregar para a professora como se nada tivesse acontecido.

9- Eu e meu marido sempre concordamos em tudo! Educar é algo fácil, divertido e a gente sempre concorda! Ah, isso se estende a toda família, incluindo avós e tios! Concordamos sempre!

10-     Eu sou a melhor mãe que eu posso ser! Erro muito, choro muito, tenho momentos de desespero e sofro com a sensação de fracasso, mas no fim do dia, consigo respirar aliviada e mesmo sabendo que não sou perfeita, sou a melhor mãe que eu posso ser! Tomo as minhas decisões com o coração e tento equilibrá-las com a razão, às vezes penso que não vou conseguir, mas eu respiro fundo, rezo pedindo sabedoria,  procuro no google algumas respostas pra eu ver que eu não estou tão louca, ou tão sozinha, choro nos grupos de whatsapp com mães que, assim como eu, são mães reais que até têm vergonha do que acontece em casa, mas não têm receio em dividir e dizer: #tamojunto.
Feliz dia das mães pra você que, como eu, tenta ser a melhor mãe que pode ser, que erra, mas que faz o que faz na tentativa de acertar e de fazer seu filho feliz, um cidadão de bem, criado em um lar com carinho, respeito e as melhores escolhas que possam ser feitas. Que nesse dia você tenha a certeza de que as suas verdades, se escolhidas com amor e responsabilidade, são as melhores coisas que seus filhos podem ter ou querer (mesmo sem saber, é claro!).

Muitas Marias apresenta artigos originais sobre o cotidiano feminino. Saiba como enviar seu texto clicando aqui ou escreva para  contato@muitasmarias

5 comentários sobre “9 mentiras e 1 verdade sobre a (minha) maternidade

    1. No final das contas meu amigo, a verdade é que todas as mães tentam ser a melhor mãe que podem ser! A gente erra, se descabela e sofre mas é tudo tentando acertar!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s