Pai é Pai, boi é boi

Uma noite destas… um frio intenso e o que mais se quer é deitar logo. Antes, um banho quente… um café… um pijama e, correr para a cama! Que frio! Por um momento lembrei-me das aulas de física: não existe frio, mas sim, ausência de calor. Mas era frio mesmo. Que frio! Melhor mesmo é se encolher na proteção do edredom e deixar que o calor impeça o ranger dos dentes. Que frio! Pouco a pouco a temperatura se acalma e o corpo amolda o ambiente nos seus trinta e seis graus e meio. Ufa! Que alívio!

Já que o frio me tirou daquela noite não tenho razão para não sonhar. Para voar e atravessar a barreira do tempo e, uma lembrança aqui, outra acolá… é bom sonhar. E assim, no alto das vinte horas daquela noite fria e antes de soltar o espírito na jornada do sonho faltava um beijo, uma boa noite, um abraço:

 

–   Filha, vem cá! Me dá um abraço! Huuummm… boa noite meu bem! Dá um beijo!

–    Mas Papai, “tá” cedo demais! “Cê” já vai dormir?

–     Sim. Ah, sabia que eu te amo? Boa noite!

–      Boa noite.

 

Ela se foi e voltei a me encolher para retornar aos trinta e seis graus e meio.

Em uma oração roguei ao Pai Celestial pelos meus e em um piscar de olhos, não sei porque, mas lembrei de meu Pai, na verdade não me lembrei dele fisicamente. Não o conheci. Ele morreu quando eu tinha quatro anos de idade. Lembrei porque sinto que ele sempre me abraçava antes de dormir. Não sei, apenas sinto! Durante minha vida em um misto de desconhecido, ousava sempre chamar a Deus: PAI! Sentia falta de meu pai, mas clamava ao Criador e o chamava (e ainda chamo): PAI!

E assim cresci. Me casei. Sou Pai. Tenho duas filhas, uma é uma estrela que habita o universo e, a outra, uma estrela que habita minha… nossa casa. Não! Não era um devaneio apenas. Meu coração naquele momento já alcançava trinta e sete graus. Lembrar nos aquece. Ainda mais lembrar do amor. E sem querer dar azo à discussão lembrei do amor materno e o amor paterno. Não sou cético. Não tenho intenção e não quero polemizar quem ama mais. O pai ou a mãe? Dizem que mãe é mãe …! Hum! Não ouso completar o adágio! Eu vivi e tenho lembranças do amor de minha mãe, mas apenas vivi, e não tenho lembrança do seu rosto, apenas informação do amor de meu Pai. Mas não importa, amo! Deixo bem claro, amo! Demais! Acho que se assim o faço é porque dele recebi. E também não posso polemizar que somente se ama quando se recebe amor. Não quero e não posso crer nisso.

E não há como deixar de lembrar dos vários amores paternos, dos pais que não têm amor… dos pais que não sabem amar… e dos pais que nem mesmo sabem que o são. E nestas idas e vindas não ignoro que pai não é aquele que participou da fecundação porque há pais que amam apenas por serem pais afetivos.

Como disse o poeta Renato Russo “é preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã”. Tudo se resume no amor. Fomos criados por Deus em seu infinito Amor e, d´Ele o Amor é sinônimo … é vida… é DEUS… é PAI. É ELE em SI mesmo.

E voltei aos trinta e seis graus e meio. Feliz por saber que tenho DEUS em mim, em minha vida e tenho DEUS em minhas filhas. Não canso de falar: sabia que eu te amo? Muito, mas muito mesmo!

Aprendi que amar aquece a alma ainda que as noites sejam frias demais.

Sou Pai, mas não por isso. Como dito, há pais que nem sabem e não fazem questão de saber que o são. Acredito apenas que aqueles que sabem amam demais pois o amor é o amor em si mesmo.

Vou dormir. O sono já chegou e vem me avisar que outro dia vem por aí… outra noite virá. O amor vai manter aquecida a paternidade porque, simplesmente: pai é pai, boi é boi!

 

vicente.001Vicente Faria

57, pai da encantada Ana Cláudia e de Aluísia, casado,
Licenciatura em Ciências, especialização em Matemática, advogado, reside em Formiga-MG.

 

Um comentário sobre “Pai é Pai, boi é boi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s